Smart Buildings: conheça a evolução dos edifícios

 Em Construção, economia, Empreendimentos, mercado, Sustentabilidade

Muita gente fala que os edifícios inteligentes são coisa do futuro, mas ainda não perceberam que o futuro já está aqui. Os benefícios dos smart buildings estão ficando mais reconhecidos e tanto a oferta quanto a procura desses empreendimentos está crescendo. Quer saber mais? Continue lendo!

Experiência

Internet das coisas, análise de dados, conectividade wireless, entre outros, são alguns dos maiores impulsionadores do conceito de smart buildings. O uso de dados e sistemas conectados para melhorar a performance de um empreendimento é uma realidade cada vez mais comum.

Uma pesquisa realizada pela National Human Activity Pattern Survey (NHAPS), que mostra que as pessoas passam cerca de 90% de suas vidas dentro de edifícios, precisamos nos preocupar mais com o nossa qualidade de vida nesses ambientes.

Como isso se relaciona? As tecnologias utilizadas nos smart buildings são capazes de compartilhar informações em tempo real sobre o que acontece no edifício, podendo automatizar diversos processos, como ar-condicionado, segurança ou supressão de incêndios, por exemplo.

A ideia é oferecer uma experiência sem complicações para os ocupantes do edifício, seja ele comercial ou residencial.

Conexão

A conexão é uma das principais características de um smart building. Os sistemas se comunicam e alarmes, energia, medidores de água, iluminação estão sempre conectados entre si. Além disso, esses sistemas geram dados que podem ser usados pela gerência do edifício em tomadas de decisão.

A comunicação constante desses sistemas também possibilita a detecção de possíveis falhas, permitindo a manutenção do elevador, por exemplo, antes mesmo que ocorra algum acidente.

Os smart buildings também costumam utilizar sistemas de gestão de água e energia, que são capazes de evitar desperdício e reaproveitar os recursos, gerando economia e reduzindo impactos negativos ao meio ambiente.

Benefícios

Os smart buildings têm muitos benefícios, como a praticidade e conforto que oferecem, por exemplo, ajudam a deixar os ocupantes mais produtivos no seu dia a dia. Além disso, são energeticamente mais eficientes, e assim acabam poupando recursos naturais.

A precisão dos dados gerados por câmeras e sensores do edifício são extremamente precisos e proporcionam tomadas de decisão assertivas. Dessa forma, o smart building pode ser aprimorado com base em dados concretos.

Tudo isso, gerando economias significativas. O valor de investimento inicial em um smart building pode ser um pouco mais alto, mas com a economia gerada com a gestão adequada de água e energia e a economia com custos condominiais, o edifício se paga em pouco tempo.

E pra você que quer saber mais sobre os smart buildings, entre em contato com a gente e conheça o Morse 282, o primeiro smart building de Joinville.

Recent Posts

Deixe um Comentário

Digite o que procura neste campo